quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Gratidão, uma arma poderosa



"E um dos leprosos, vendo que estava curado, voltou glorificando a Deus em alta voz; e caiu aos pés de Jesus, com o rosto em terra, dando-lhe graças; e este era samaritano". (Lucas 17:15-16)


Numa das muitas ocasiões em que se encontrava diante de uma multidão, Jesus surpreendeu o público com palavras muito diferentes. A platéia que o procurava pelos mais diversos motivos (uns por causa dos milagres, outros por causa dos pães que multiplicou em duas ocasiões, e outros honestamente interessados na Palavra da Salvação), naquele dia, não ouviu palavras falando diretamente sobre o amor do Pai, mas sim um discurso emocionado sobre João Batista, um outro pregador que, tanto quanto ele, juntava multidões para falar do amor de Deus. Batista havia sido assassinado por ordem de Herodes Tetrarca, a pedido de Herodíades, a cunhada com quem mantinha um relacionamento ilícito que o profeta João Batista denunciava publicamente. Ou seja, falar bem de um profeta que havia sido decapitado por ordem do rei, certamente, era motivo para arranjar muitos problemas. Por que Jesus correu esse risco?
João Batista havia sido precursor do ministério de Jesus, e de certa maneira, foi como uma espécie de mestre, de professor, para Jesus. Ao batizar o jovem galileu no Jordão, Batista não apenas cumpriu um mandamento das Escrituras, como o admitiu solenemente no seu próprio grupo de discípulos. Mais tarde, Jesus viria a reunir seu próprio grupo de seguidores, e Batista, conhecendo os propósitos de Deus, disse: "agora convém que ele cresça e eu diminua".
Alguns anos depois, Batista foi morto por não renegar sua fé e denunciar publicamente o pecado do rei. Jesus, ao saber disso, fez uma pregação emocionada sobre João Batista, proclamando-o como "o maior profeta nascido de mulher", algo surpreendente para ouvintes que conheciam a história de Moisés, Elias, Eliseu e outros profetas da Bíblia. Mais do que defender sua fé, Jesus mostrou sua eterna gratidão a alguém que o tinha precedido, que havia sido um mestre e um amigo. É triste perceber que, nos dias de hoje, raríssimas pessoas seguem o exemplo de Jesus. Ele, que era Filho de Deus, não se sentiu diminuído por expressar gratidão a um ser humano corajoso. Que diferente do noticiário da política e do mundo dos negócios, onde todos os dias vemos alguém praguejando a "herança maldita" de alguém que o antecedeu, ou prometendo "reinventar a roda", sem a mínima consideração pelo que foi feito antes dele.
Jesus valorizava muito a gratidão. No conhecido episódio da cura de dez leprosos, Jesus não deixou de se surpreender pelo fato de apenas um deles, que nem mesmo era judeu, ter voltado para lhe agradecer. É pela nossa capacidade de expressarmos gratidão que podemos medir nosso caráter. Quanto mais gratos soubermos ser, melhor caráter teremos, e mais parecidos seremos com Jesus.
Que Deus te abençoe abundantemente.

20 comentários:

Dário Souza disse...

Pow muito lindo,uma liçao de vida esse texto

Wandinha disse...

Ótima palavra... Bom que em meio a tantos blogs haja alguns poucos que escrevam coisas construtivas. a paz :)

Alexandre Silva disse...

Esse episódio é um dos mais tocantes da Bíblia. E tem gente que fala que ler Ela é perda de tempo...
Esse episódio nada mais é do que um retrato fiel do cotidiano, a ingratidão toma conta de todo mundo, e vou te falar: é um dos piores defeitos q tem...
Abraço
http://falandoprasparedes.blogspot.com

Cadinho RoCo disse...

A gratidão é essencial na vida de qualquer um de nós, porque não há quem não deva gratidão a alguém.
Cadinho RoCo

Ane de Mira disse...

Creio que , para muitos, expressar gratidão seja o mesmo que se declarar dependente e menor que outrem.
Num mundo em que a ordem é para destruir, superar, vencer limites, ser grato e demonstrar essa gratidão parece obsoleto. Porém, é nesse queidto que devemos nos revelar como conhecedores do amor do Pai, que nos foi dado como dádiva.
Saber agradecer é um dou e ao mesmo tempo exercício valioso para aqueles que querem ser luz no mundo.
Forte abraço.

Bonita...Confissões disse...

Belo texto!

Devemos ser gratos e solidários!

Bom fim de semana!

Jovens Tolos... disse...

Pois é, uma simples e boa palavra, gratidão.

Alice Daniel disse...

Importante o teu blog pela proposta e por ser tão diferente da maioria. Parabéns!

Tolerância Zero disse...

desculpe a invasão, não pretendo estender essa conversa, nem acho necessário, mas acho sim ignorância as pessoas se abdicarem de suas idéias e se tornarem fantoches, como neste caso e em vários outros! com do pastor Jim Jones

Daniela Figueiredo disse...

Bela lição expressa no texto. Jesus, que se destacou por lutar pelos seus ideais de amor, compaixão e força para seguir adiante, estaria indo contra os seus valores se agisse diferente. Como disseste, nos dias de hoje, infelizmente, vemos a hipocrisia e desvalorização dos ideais, principalmente na política, em que interesses nem tão valorosos sobressaem aos ideais tão sonhados.
É um belo post, Cláudio! Beijos e obrigada pela visita.

#Marcelo disse...

Não gostei do seu blog... Sou ateu.. (Y)

Sabiamente Falando disse...

A gratidão demonstra o grau de humildade de alguém, e a graça de Deus se manifesta em abundância na vida do verdadeiro humilde de espírito. Jesus nos mostra como ser verdadeiros filhos de Deus, esvaziando-se de sua glória, ele nos manda sermos iguais a Ele!

MARIO CESAR DE ABREU disse...

A PAZ DO SENHOR PASTOR!
REALMENTE TODOS NÓS EM MUITOS MOMENTOS DE NOSSAS VIDAS SOMOS INGRATOS POR TANTO QUE O SENHOR NOS TEM DADO E COM MAESTRIA,O PASTOR COLOCA ESTE FATO DIANTE DE NÓS COM DUAS PASSAGENS TOCANTES DAS SAGRADAS ESCRITURAS.
EM CRISTO,

MARIO CESAR

Alberto Couto Filho disse...

Pr Claudio,
A paz

A gratidão é uma das bases do tripé da submissão a Deus. Os dois outros são a Obediência e a Fé.
Edificante a mensagem. Tanto que alistei-me no seu exército de seguidores.
Sobre o livro que pretende escrever, faça-o com presteza e brevidade. Precisamos de autores nacionais mostrando-nos entendimento bíblico. A propósito, em minha obra, lançada recentemente, abordo o autoritarismo do líder cristão como um dos motivos do afastamento do crente em nossas igrejas.
Se da vontade de Deus, adquirí-lo para enriquecer sua futura obra, faça-o através do meu blog.
Parabéns! É de clareza solar a sua lucidez em comentar sobre a Gratidão.
Seu conservo

Ps> cheguei ao seu excelente espaço mediante seu comentário no Castelo Forte do amigo Nicodemus.

Geysa Guimarães disse...

A gratidão tem conexão direta com a grandeza de caráter. Belo texto, pastor!
Vim até aqui para matar saudade e desejar-lhe um 2011 congestionado de belezas divinas.

Geysa Guimarães disse...

A gratidão tem conexão direta com a grandeza de caráter. Belo texto, pastor!
Vim até aqui para matar saudade e desejar-lhe um 2011 congestionado de belezas divinas.

Fogo disse...

Talvez eu não tenha agradecido da forma que deveria as Suas graças. Mas Ele deveria saber que estive sempre por perto.

Hoje em dia algo me falta para o diálogo com Deus. Não falamos há muito, estamos de costas voltadas.

Camila . disse...

Obrigada.
Você soube captar com precisão toda atmosfera do texto, nem todos conseguiram isso, e portanto, fico lisonjeada com suas palavras.

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

SpiderWeb disse...

Com relação ao seu comentário no genizah em 16 de março de 2011 15:58 no post: Papelão da Convenção Batista Brasileira,

Desejo-lhe informar que o Obelisco é um monumento pagão de adoração a Baal, você deve conhecer a biblia... sabe la no velho testamento quando israel diversas vezes construiu colunas para baal, e "irritou" Deus, lembra aqueles periodos em que todas essas colunas foram derrubadas para que israel pudesse se voltar a Deus?

Essas colunas de baal são obeliscos(FATO).

É por isso querido irmão, que o povo fica fazendo "Toda essa gritaria é por causa de uma pilastra de concreto armado".

Marques disse...

Cara , muito legal.Eu já vi muita gente discrinar o próximo por diferença religiosa-ridiculo-.
Se você tiver um tempo olhe o meu blog,garanto que vais gostar.
http://painb.blogspot.com/